sábado, 25 de outubro de 2014
TELA VIVA NEWS
Convergência quinta-feira, 11 de agosto de 2011, 17h47
Correndo contra o tempo, NetMovies se prepara para rival norte-americana
A promessa de chegada da Netflix ao Brasil fez a locadora virtual nacional NetMovies se armar. Dona de uma biblioteca com 25 mil títulos para locação em DVDs e Blu-rays, e outros 4 mil títulos disponíveis para streaming online, a NetMovies expandiu sua cobertura de 11 estados no início de 2011 para atuais 20 estados com distribuição de mídias físicas. "Estamos presentes em todas as cidades acima de 500 mil habitantes e ainda em algumas outras com até menos, o que nos dá uma cobertura muito perto de 100% do PIB brasileiro. E isso é uma vantagem porque a Netflix virá apenas com o modelo de streaming online", revelou a este noticiário o CEO da NetMovies, Daniel Topel.

Segundo ele, nos últimos meses a empresa brasileira tem trabalho intensamente, numa corrida contra o tempo, para ganhar mais terreno no mercado local antes de a Netflix desembarcar por aqui. "Fizemos um lockdown na empresa e o que a gente costuma falar internamente é que vamos fazer um Vietnã pra eles aqui no Brasil", garante.

O poder de fogo da concorrente norte-americana, no que se refere à negociação de conteúdos para o serviço online de vídeo on-demand (VOD), também parece não assustar Topel. "Não acho que é correta a afirmação de que a capacidade de contratação deles é maior. Desde o ano passado tivemos a entrada de um fundo de private equity americano que tem muito dinheiro para investir, já estamos negociando conteúdo em condições que poucas empresas no Brasil têm condições de negociar, temos uma marca estabelecida, uma base de usuários e a gente é local", detalha o executivo.

Além de expandir o serviço de distribuição de mídias físicas nacionalmente, a estratégia da NetMovies também passa por ampliar sua presença em dispositivos conectados, hoje com aplicativos em TVs conectadas da LG e da Samsung, além de alguns modelos de Blu-rays. "Já estamos com aplicativos para Android e iOS (da Apple) desenvolvidos, prontos para lançamento, e em breve anunciaremos a chegada do serviço on-demand da NetMovies em consoles de videogames", revela Topel.

A biblioteca de títulos para streaming online também será ampliada significativamente. "Fechamos mais contratos de distribuição com outros estúdios e teremos um aumento considerável não apenas na quantidade de títulos, mas também na qualidade", assegura.

Outra novidade adiantada por Topel é que a empresa passará a oferecer também conteúdos VOD premium, num modelo de negócios "transacional diferenciado". "Nós começamos com o modelo por assinatura. Hoje já não sou mais tão xiita, acho que cada modelo tem o seu espaço", diz o executivo. "Não dá pra subestimá-los (a Netflix), mas temos como fazer um estrago grande", conclui. Letícia Cordeiro e Fernando Lauterjung.
Publicidade
COMENTÁRIOS
5 COMENTÁRIOS PARA ESTA NOTÍCIA
Fernando Giannini
sábado, 3 de setembro de 2011 | 21h48
E como será esse Vietnã? Tratando seus clientes como idiota? Parece que o Daniel Topel não tem idéia de como é o atendimento ao cliente da Net Movies.
Leonardo Vasone
terça-feira, 30 de agosto de 2011 | 13h49
A NetMOVIES esta roubando os clientes e exclientes. Ela debitou 6 mensalidades de uma vez ... provavelmente estao falindo e fazendo caixa. estao roubando o consumidor. O unico movimento deles é ferrar com cliente. investiguem, eles estao roubando, ja levantamos mais de 100 clientes com o mesmo problema.
Darllan Marinho
sexta-feira, 12 de agosto de 2011 | 14h15
Sou cliente à pouco mais de dois meses, inicialmente assinei o plano online, pois moro em Natal e aqui não tinha cobertura da mídia física, o plano online logo cancelei porque só tinham títulos antigos e ruins, pior que filmes de seção da tarde, com raríssimas exceções. Hoje tenho plano light, 4 filmes por mês, um por vez, não tenho do que reclamar, a logística é muito boa, normalmente assisto ao filme no domingo, na terça-feira eles vem coletar o filme e entregar o outro que está na fila, e assim foi assistindo todos os domingos. O atendimento é altamente precário, existe um chamado que abri que está com mais de dois meses e não foi finalizado, o primeiro levou cerca de 15 dias para ser respondido. Se a Blockbuster estivesse aqui em Natal, já teria mudado, o atendimento deles é muito bom.
Julio Cezar
sexta-feira, 12 de agosto de 2011 | 11h57
Na verdade, o Sr Daniel Topel, já criou um Vietnam para os clientes no Brasil. Minha experiência para cancelar esse serviço ruim e precário foi uma operação de guerra. Não existe telefone de contato, não te respondem e-mails e ficam debitando o valor da assinatura em sua conta corrente, mesmo que você cancele.
A NETFLIX com certeza já terá uma clientela formada esperando por eles, sem qualquer esforço, graças ao descaso da Netmovies.
Manoel (Cliente Insatisfeito NetMovies)
quinta-feira, 11 de agosto de 2011 | 23h06
Quando vi o serviço NetMovies pela primeira vez fiquei louco, muito boa a ideia e os planos excelentes, porem não funcionam.

Do que adianta DIZER que tem 25.000 titulos, que esta em varios estados, se não entregam os discos, sequer TEM TELEFONE para atender ao cliente.

O serviço NETMOVIES é precário segundo a minha experiência como cliente, desde o dia 17/07/2011 que estou aguarndando minha conta ser ativada e nada.

o proprio serviço de tickets que dizem responder em 48 horas, leva semanas.

Graças a Deus, esta vindo a NETFLIX, ja comprei Harduware (WD Live Plus) pra poder carregar comigo minha conta, que venha a NETFLIX, empresa de Vergonha.
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome
E-mail
Comentário  

Caracteres restantes : 1000
Todos os campos são obrigatórios. Comentários sujeitos a moderação. Não serão aceitos comentários com termos ofensivos, ou que atentem contra a legislação vigente. É vetado o uso deste espaço para promoção comercial de qualquer natureza. A Converge se reserva o direito de excluir comentários que não considerar adequados ao uso apropriado deste espaço.
Publicidade
MAIS NOTÍCIAS
Outras publicações:
Follow us on:
2010 © Converge Comunicações. Todos os direitos reservados.