quinta-feira, 24 de julho de 2014
PAY-TV NEWS
TV por assinatura sexta-feira, 11 de maio de 2012, 17h15
Lei 12.485/11 pode inviabilizar canais da Sky e da DLA

A coluna Radar Online, do jornalista Lauro Jardim no site da Veja, traz nesta sexta, 11, uma nota afirmando que a disputa entre Sky e Ancine, por conta da Lei 12.485/11 (Lei do SeAC), que estabelece novas regras para o setor de TV por assinatura, deve ter mais uma rodada. Isto porque "há pouco mais de quinze dias" a operadora teria lançado um canal de esportes para exibir o campeonato espanhol, as eliminatórias sul-americanas e alguns torneios de tênis.

A transmissão destes eventos esportivos, na realidade, é feita há muito mais tempo pela Sky, uma vez que a DirecTV, sua controladora, tem direitos sobre diversos campeonatos de diferentes modalidade esportivas. No entanto, a nova lei, que ainda não está totalmente regulamentada, proíbe que uma operadora programe um canal de TV por assinatura.

A Sky alega que não está programando um canal, uma vez que não há uma grade fixa linear, apenas a exibição esporádica de conteúdo.

O tema deve ganhar novas dimensões com a publicação da regulamentação e o início da fiscalização. A Sky pode não ser a única empresa e ter problemas com a Ancine. O principal fornecedor de filmes em pay-per-view, por exemplo, é a DLA, que foi comprada no último ano pela América Móvil, acionista da Net, Claro e Embratel. Na prática, o conteúdo pay-per-view é ofertado em um canal linear, embora a programação seja em repetição.

Da Redação.
Publicidade
COMENTÁRIOS
6 COMENTÁRIOS PARA ESTA NOTÍCIA
avande da rocha medrado
segunda-feira, 29 de outubro de 2012 | 17h18
gozado dão dois e tiram um,porque não tiram 1 e dão dois
Werner Piana
terça-feira, 15 de maio de 2012 | 8h24
parece noticia plantada.
Vivian
segunda-feira, 14 de maio de 2012 | 8h37
A Ancine não tem a competência de fiscalizar "atendimento dessas operadoras". Isso é com o PROCON ou coisa que o valha. Surpreende-me é alguém falar que esses canais que estão dando problema dão emprego a alguém. É tudo estrangeiro! Dá pra contar numa mão a equipe pra fazer isso aí. Por outro lado, uma cota de conteúdo nacional vai empregar muita gente. A taxa de desemprego na área de audiovisual, técnica principalemente, beira aos 80%! E não é pq essa gente não quer trabalhar. É pq falta espaço, chances!
Marcos Bernardini
sábado, 12 de maio de 2012 | 0h36
Uma agência que pretende atrapalhar o mercado e defender os próprios interesses e de alguns diretores e empresas que produzem "conteúdo" nacional de qualidade questionável!
Esse papo de proteção ao conteúdo nacional é uma piada de mal gosto em pleno século XI.
Eles estão atrapalhando o mercado de TV PAGA e isso ainda vai longe e o pior...quem acaba pagando por essa palhaçada toda é o assinante!
Nenhuma operadora é santa ou está do lado do assinante, mas também ter que aguentar essa agência impondo conteúdo nacional e regras em canais pagos e que beneficiam apenas uma pequena parcela de produtores, aí demais.

E no final de tudo isso sabe qem sai ganhando? A PIRATARIA que cresce a cada dia porque o povo está cansado de tantas regras, imposições e preços altos!
TV Paga não era pra ter essa enxurrada de horários vendidos pra televendas!
Paciência tem limite e garanto que a do povão já está se esgotando!
Edson mendes
sexta-feira, 11 de maio de 2012 | 23h48
Já faz algum tempo no governo dilma que o Brasil começõu a andar em macha ré. lamentavel a postura apatica da Presidenta diante de leis que inibem o crecimente e almentam a segregação o deseprego e a corrupção. acho que a sr presidenta não leu o que tava sancionando.
LUIZ
sexta-feira, 11 de maio de 2012 | 20h39
É incrível que no Brasil estejam criando Órgão para atrapalhar e até mesmo tirar empresas que geram empregos, pagam impostos e alavancam o crescimento econômico do pais e com tudo isso, os preços das assinaturas tendem a cair. Sem intervir no mercado de forma a tirar receitas dessas empresas como também as opções de mais entretendimento do assinante, a ANCINE deve fiscalizar sim, mais os atendimentos dessas operadoras que estão deixando a desejar.
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome
E-mail
Comentário  

Caracteres restantes : 1000
Todos os campos são obrigatórios. Comentários sujeitos a moderação. Não serão aceitos comentários com termos ofensivos, ou que atentem contra a legislação vigente. É vetado o uso deste espaço para promoção comercial de qualquer natureza. A Converge se reserva o direito de excluir comentários que não considerar adequados ao uso apropriado deste espaço.
Outras publicações:
Follow us on:
2010 © Converge Comunicações. Todos os direitos reservados.